50° Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto

50° Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto

Inscrições abertas de 29/04/2022 a 15/07/2022 às 23:59

Introdução

Crie um texto de introdução.

ATENÇÃO!!!
DEVIDO AO GRANDE NÚMERO DE INSCRITOS A COMISSÃO ORGANIZADORA AMPLIOU O PERÍODO DE AVALIAÇÃO, PARA QUE OS INTEGRANTES DA COMISSÃO DE SELEÇÃO E PREMIAÇÃO POSSAM EXAMINAR TODOS OS TRABALOS E PORTFÓLIOS COM O MESMO RIGOR.

NOVO CRONOGRAMA DE DIVULGAÇÃO DOS RESULTADOS DA 1ª E 2ª FASES - ANEXO EM DOWNLOAD

Resultados da Primeira Fase: 05/10/2022 (podendo ser prorrogado por mais 30
dias)

Divulgação do resultado final da Segunda Fase: Dia 03/11/2022

____________________________________________________________________

ATENÇÃO!!!
ESTAMOS EM ATENDIMENTO CONTINUADO PARA QUE TODOS POSSAM SE INSCREVER E AGRADECEMOS O GRANDE INTERESSE.
O SUPORTE DE ATENDIMENTO SE ENCERRA ÀS 16h DO DIA 15 DE JULHO, SEXTA-FEIRA.
POR ESTE MOTIVO, LEMBRAMOS QUE AS INSCRIÇÕES SE ENCERRAM ÀS 23h59 DESTE MESMO DIA 15/07/2022, SEXTA-FEIRA.
AGRADECEMOS MAIS UMA VEZ O INTERESSE

____________________________________________________________________

50º Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto

Em 2022 o Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto realiza sua 50ª edição, criado em 1968, é dedicado à vanguarda e ao experimentalismo. Nesse período o Salão abrigou parte significativa dos movimentos artísticos brasileiros, como a abstração geométrica, o novo realismo, a pop arte e arte postal, a geração 80, a produção da gravura, da fotografia, do videoarte e do graffiti, a explosão dos coletivos artísticos, das performances e arte digital, as intervenções urbanas e a arte pública.

Criado em plena ditatura, o Salão se constitui como um espaço democrático que reúne público, artistas, curadores, pesquisadores e gestores em torno da missão de promover e difundir a arte contemporânea, abrindo-se para a pluralidade de produção artística e a diversidade de interesses das sociedades contemporâneas, tornando-a acessível ao maior número de pessoas possível.

Olhar para essas manifestações nos dias de hoje é importante para pensar sobre criatividade, liberdade de expressão, construção coletiva e as artes visuais como catalisadoras dessas manifestações. O que mudou nos últimos 54 anos na arte e na cultura e o que ainda podemos aprender com os Salões?

Os primeiros Salões aconteceram em meio às mudanças radicais na arte e cultura brasileira nos anos 1960 e 1970, e ampliaram os sentidos de promoção e difusão artística, assim como o conceito de patrimônio cultural.

Nesse percurso vem processando novos e velhos sentidos da arte, e com isso transformando-se. De 1968 a 2003 manteve-se como Salão de Arte Contemporânea de Santo André, com um breve intervalo entre os anos 1978-82, quando foram realizados os Salões Jovem de Arte Contemporânea, e a partir de 2004 recebeu o nome do mais importante artista andreense, passando a ser conhecido como Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto.

Desde sua fundação vem constituindo um acervo de aproximadamente mil obras, adquiridas por meio de prêmios conferidos aos artistas que participaram de suas edições. E em 2019 sua relevância foi honrada com o prêmio Destaque do Ano, concedido pela Associação Brasileira de Críticos de Arte - ABCA.

A gestão do acervo está sob a responsabilidade da Casa do Olhar Luiz Sacilotto e tem obras dos artistas Antonio Henrique Amaral, Maria Auxiliadora, Sandra Cinto, Geraldo de Barros, Alex Vallauri, Hudnilson Jr., Thomaz Ianelli, Arnaldo Ferrari, Vânia Mignone, Lothar Charoux, Rogério Degaki, Sofia Borges, João Suzuki, Luiz Sacilotto, Sergio Romagnolo, Georgia Kyriakakis, Albano Afonso, Paul Setúbal, Cristina Suzuki, Rafael Campos Rocha, Ana Teixeira, Maria Bonomi, Hermelindo Fiaminghi, Wagner Malta Tavares e outros importantes artistas brasileiros.


O edifício que acolhe o Salão desde 1968 foi projetado pelo arquiteto Rino Levi e é reconhecido como um marco da arquitetura moderna. Os jardins do entorno são de Roberto Burle Marx, que também integrou a equipe que realizou o paisagismo do Paço Municipal, contíguo ao salão de exposições.

A cada ano, a Secretaria de Cultura de Santo André realiza, com organização da Casa do Olhar, uma nova edição, exposição que resulta do mapeamento da produção contemporânea em todas as regiões do país. O crescente interesse pela arte consolidou o Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto como uma referência no circuito artístico nacional.

Em 2022 reiteiramos nosso compromisso e a importância da arte e da cultura nos campos de fruição e do devir, onde o sujeito se manifesta do modo mais essencial.
Para marcar a 50ª edição, preparamos uma série de ações que serão realizadas nos próximos meses, como: Passagens - mostra retrospectiva com trabalhos selecionados a partir da coleção, o lançamento do Portal de Acervos, possibilitando a consulta pública do catálogo, um documentário e palestras relacionadas ao tema.

Com efeito, deixamos nossos agradecimentos a todos que participaram e escrevem a história do Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto.

Participe!

Comissão Organizadora

Baixar o regulamento

Regulamento

Envie um arquivo com o regulamento. Formatos aceitos .doc, .odt e .pdf.

Enviar
{{data.entity.registrationRulesFile.name}}

Tamanho máximo do arquivo: {{maxUploadSizeFormatted}}

0%

Galeria

Inscritos

Não é possível alterar o status das inscrições através desse dispositivo. Tente a partir de um dispositivo com tela maior.
Filtrar inscrição:
Inscrição Agentes Status
Nenhuma inscrição. Nenhuma inscrição encontrada com os filtros selecionados. 1 inscrição. 1 inscrição encontrada com os filtros selecionados. {{data.registrations.length}} de {{ data.registrationsAPIMetadata.count }} inscrições.
Nenhuma inscrição encontrada com os filtros selecionados.
{{ data.registrations.length }} de {{ data.registrationsAPIMetadata.count }} inscrição encontrada inscrições encontradas com os filtros selecionados.
{{reg.number}} {{reg.category}} {{reg[field.fieldName]}}

Responsável
{{reg.owner.name}}

{{relation.label}}
{{relation.agent.name}}

{{getStatusNameById(reg.status)}}

Publicado por

Casa do Olhar Luiz Sacilotto

A Casa do Olhar Luiz Sacilotto promove reflexões e ações no campo das artes visuais para cidade de Santo André. Estão sob sua gestão o próprio imóvel onde está sediada a Casa, o Salão de Exposições do Paço Municipal, o Espaço de Fotografia João Colovati e a Pinacoteca de Santo André. Organiza e promove o Salão de Arte Contemporânea Luiz Sacilotto e a Bienal de Gravura de Santo André.