Curso: História do Cinema Brasileiro com Celso Sabadin


Linguagens

Audiovisual

Descrição Curta:
História do Cinema Brasileiro com Celso Sabadin

Inscrições: Enviar email com nome, endereço e telefone para cinemaevideo@santoandre.sp.gov.br Colocar no título: Cinema Brasileiro com Sabadin

Classificação Etária: 18 anos

Site: http://elcv.art.br/santoandre/

Mais Informações: (11) 4461-2081

ELCV - Escola Livre de Cinema e Vídeo

ver mapaocultar mapa

Toda qua e qui de 27 de abril a 20 de julho de 2022 às 16:00

Preço: gratuito

Endereço: Avenida Utinga, 136 , Vila Metalúrgica, 09220-610, Santo André, SP

Descrição

Sobre Celso Sabadin: é graduado em Jornalismo pela Fundação Cásper Líbero e em Propaganda pela Escola Superior de Propaganda e Marketing. Desenvolve uma intensa atividade profissional na área do audiovisual desde 1979. Ministra cursos livres e oficinas de História, Linguagem e Crítica Cinematográfica na rede de Oficinas Culturais da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo, na rede de bibliotecas públicas do município de São Paulo. É autor dos livros Vocês ainda não ouviram nada – a barulhenta história do Cinema Mudo, Éramos apenas paulistas, biografia do cineasta Francisco Ramalho Jr., e O Cinema como Ofício, biografia do cineasta Jeremias Moreira.

Cronograma do Curso:
História do Cinema Brasileiro – Escola Livre de Cinema e Vídeo – Santo André
13 encontros, de 13 de abril a 6 de julho de 2022, das 16h00 às 18h00

Abril
27 - As primeiras exibições e produções do cinema brasileiro. Como, onde e pelas mãos de quem tudo começa no Brasil. Os pioneiros.

Maio
04 - A Era de Ouro do Cinema Brasileiro (1907 – 1911). Como o cinema brasileiro nasce, se desenvolve, se fortalece, e depois é sufocado pela ação dos EUA.
11 - Ciclos Regionais Anos 1910/20: Cataguases, Pelotas, Campinas, Recife, Pouso Alegre e Amazônia
18 – Anos 1930/40 – Era Vargas - A nacionalização do cinema brasileiro através de políticas públicas e dos grandes estúdios. Rio de Janeiro: Cinédia e Atlântida
25 - Anos 1950 – Pós-Guerra e JK – Sonho da industrialização. São Paulo: Vera Cruz, Maristela e Multifilmes

Junho
01 - Anos 1950/60 – Neorrealismo Baiano, o pré-Cinema Novo
08 - Anos 1960/70 – Anos de Chumbo - Nascimento e sufocamento do Cinema Novo.
15 - Cinema Marginal – Anos de mais Chumbo despressurizados pelo Desbunde.
22 - Embrafilme – O cinema novamente se estatiza na produção e distribuição.
29 - Cinema da Boca – Ascensão e queda do contra-ataque paulista.

Julho
06 - Anos 80/90 – Diretas Já, o cinema troca o sufoco da ditadura pelo desespero da Era Collor.
13 - Retomada – Leis de isenção fiscal. Regionalismos fortalecidos e sucessos internacionais.
20 – Análise da situação atual: sentar e chorar até outubro.

Publicado por

Ana Cristina Silva

Agente Cultural da Prefeitura de Santo André e atualmente Encarregada da Escola Livre de Cinema e Vídeo. Formação: Direito pela Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, pós-graduada em Roteiro para Áudio e Audiovisual pela PUC/SP , realizei o curso de Gestão Cultural pela CPF - Centro de Pesquisa e Formação do SESC/SP.

Nome:

E-mail:

Tipo:

Mensagem:

Enviando mensagem

Enviando mensagem